fbpx

Uso da energia solar fotovoltaica avança em Teresina

Uso da energia solar fotovoltaica avança em Teresina

Uso da energia solar fotovoltaica avança em Teresina

Teresina faz os seus primeiros investimentos em energia solar e contribui para o avanço desta fonte limpa e sustentável no país

Os investimentos em energias renováveis cresceram bastante no Brasil nos últimos anos. Atualmente, da energia total gerada no país, 6% vêm de fontes solar e eólica. A tendência é saltar para 43% em 2040. O Piauí começa a vivenciar este novo momento e os primeiros investimentos em energia limpa já estão acontecendo. Dessa forma, o uso da energia solar avança em Teresina.

Segundo levantamento produzido pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), no Piauí já existem 92 empreendimentos no setor de energias renováveis. Desse total, 23 deles estão envolvidos na produção de energia solar fotovoltaica.

Faça uma simulação do seu projeto de energia solar com a Upper

A construção civil é um dos setores que têm investido bastante na energia proveniente da luz do sol. Em Teresina, o primeiro residencial construído com energia solar fotovoltaica é o Parque Terrazzo Poti. 

Engenharia Sustentável

Células fotovoltaicas instaladas no telhado do empreendimento fazem a conversão da energia solar em energia elétrica. Essa energia é transmitida para a rede de distribuição da concessionária de energia local. O processo permite menor custo com energia nas áreas comuns do prédio. Ao final do mês, a energia gerada pelo sistema entra como saldo e é abatida da conta de luz mensal. Assim, podendo cobrir quase totalmente a conta de energia do condomínio.

José Luiz Esteves da Fonseca, gestor executivo de Saúde, Segurança e Meio Ambiente da MRV, construtora responsável pelo prédio, destaca que a energia solar já é a terceira fonte de energia renovável mais importante em termos de capacidade instalada em nível mundial. 

“Em muitos países, o uso de fontes de energias mais limpas já é realidade. Nos próximos anos ela será uma realidade em todo o mundo. Em tempos de escassez de recursos, é essencial a busca por novas fontes menos prejudiciais ao meio ambiente”, aponta.

Opção de primeira linha no Programa Minha Casa Minha Vida, o Parque Terrazzo Poti ficará no bairro Gurupi, zona leste. O residencial conta também com bicicletas compartilhadas, pomar, tomadas com entrada USB e preparação para receber wi-fi nas áreas comuns.

Fonte: Cidade Verde

Related posts

Investimento em energia solar, reuso de água e telhado verde ajudam a valorizar o imóvel

Soluções sustentáveis são tendências no setor de construção civil. Segundo cartilha do Ministério do Meio Ambiente, os imóveis que contam com soluções eficientes para minimizar o impacto ambiental, como a instalação de energia fotovoltaica, valorizam, em média, de 10% a 30%.

Saiba Mais

Edifícios sustentáveis têm taxas de condomínio de 15% a 25% menores do que os cobrados em prédios convencionais

Segundo estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) com mais de 2 mil empreendimentos comerciais na cidade de São Paulo, edifícios sustentáveis têm uma reavaliação entre 4% e 8% por metro quadrado de aluguel.

Saiba Mais